MTE divulga a representação das centrais sindicais.


Agora é oficial: a UGT é a central sindical que mais cresceu em 2011 e já está próxima de ser a segunda maior central do Brasil. Das seis centrais, a CGTB ( Central Geral dos Trabalhadores do Brasil) foi a única que não conseguiu alcançar os índices de representatividade determinados pelo Ministério do Trabalho e Emprego. O ministro do Trabalho e Emprego Brizola Neto, publicou nesta sexta-feira (25/05) no Diário Oficial da União, pagina 67 - Seção 1, os certificados de representatividade - CR das centrais sindicais: CUT,FS,UGT,CTB e NCST. A central sindical CGTB não atingiu o percentual de representatividade  previsto na Lei n 11.648, de 31 de março de 2008 e Portaria nº 194, de 17 de abril de2008. A União Geral do Trabalhadores  - UGT, foi a central sindical que mais cresceu em 2011. A UGT alcançou 11,3%  (muito próximos dos 13,7% da segunda colocada). “O crescimento de 66% da UGT em relação ao ano passado é fruto do empenho dos milhares de dirigentes sindicais que se identificam com nossa proposta de construirmos um sindicalismo cidadão, ético e inovador. No Paraná já somos a maior central e com certeza em pouco tempo seremos a segunda maior central sindical brasileira”, destacou o presidente da UGT-PARANÁ, Paulo Rossi. Fonte: Imprensa SECEFERGS/UGT/RS  



Leia também: