Trabalhadores celetistas em cooperativas celebram filiação à Ugt


Matéria sobre a filiação do fetracoop/sintrascoop a ugt. Publicado no Blog  Boía Quente  http://www.boiaquente.info É a parceria na web divulgando o verdadeiro Sindicalismo
Em Cafelândia, no oeste paranaense, trabalhadores celetistas em cooperativas receberam diretores da UGT-PARANÁ e da direção nacional da central, dia 26 de agosto, na sede do SINTRASCOOP, Sindicato dos Trabalhadores em Cooperativas da Região Oeste do Paraná. O encontro celebrou a filiação da federação e dos sindicatos da categoria à UGT. A FETRACOOP - Federação dos Trabalhadores Celetistas em Cooperativas no Estado do Paraná e os sindicatos: SINTRASCOOP - Sindicato dos Trabalhadores em Cooperativas de Cascavel e Região; SINTRACOOP - Sindicato dos Trabalhadores em Cooperativas Agrícolas, Agropecuárias e Agroindustriais no Estado do Paraná; SINTRACOOSUL - Sindicato dos Trabalhadores em Cooperativas da Região Sul; SINTRASCOOM - Sindicato dos Trabalhadores em Cooperativas de Medianeira e Região; SINTRASCOOPA - Sindicato dos Trabalhadores em Cooperativas de Palotin a e Região; SINTRASCOOP - Sindicato dos Trabalhadores em Cooperativas da Região Sudoeste do Paraná, realizaram no dia 26 de agosto na cidade de Cafelândia, região oeste do Paraná, um ato de apresentação dos sindicatos que se filiaram à UGT. O evento contou com a presença de vários associados e diretores dos sindicatos filiados e de várias lideranças políticas e sindicais, dentre os quais o presidente nacional da FENATRACOOP - Federação Nacional dos Trabalhadores Celetistas em Cooperativas, Mauri Viana Pereira; do secretário nacional de Relações Institucionais da UGT , Miguel Salaberry; do presidente da UGT-PARANÁ, Paulo Rossi e do prefeito de Cafelândia, Estanislau Franus. O presidente do SITRASCOOP, José Altair Constantino lembrou da luta iniciada por Mauri Viana para que a categoria dos trabalhadores em cooperativas fosse reconhecida e que hoje se transformasse numa das maiores categorias no estado. O presidente do SINTRACOOSUL, Joel Martins Ribeiro, também lembrou as dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores cooperativas e destacou o porquê da filiação à UGT: "Não podemos concordar com algumas centrais em que seus representantes vão à imprensa dizer que o desemprego em nosso país está aumentando, sendo que o quê estamos vendo é a necessidade de qualificação de trabalhadores para os milhares de postos de trabalho que estão sendo disponibilizados". O presidente da UGT-PARANÁ, Paulo Rossi, parabenizou e agradeceu mais uma vez a confiança dos presidentes e das diretorias dos trabalhadores em cooperativas e lembrou que quando iniciou no movimento sindical no ano de 1995 na cidade de Paranaguá, teve como seu mentor o presidente da FENATRACOOP, Mauri Viana. "Foi uma época de muitas dificuldades, mas de muito aprendizado. Se hoje tenho a oportunidade de fazer parte de várias discussões do mundo do trabalho tanto à nível nacional quanto internacional, foi através do companheiro Mauri Viana qu e tive a honra de aprender o que é sindicalismo e como agir". Também quero agradecer o voto de confiança de todos os sindicatos que resolveram se filiar à UGT. "Tenham a certeza de que os mais de 60.000 trabalhadores em cooperativas em nosso estado terão na UGT uma entidade parceira da classe trabalhadora", declarou Rossi. O Secretário Nacional de Relações Institucionais da UGT, Miguel Salaberry lembrou da época em que conheceu Mauri Viana e Clair Spanhol, ainda quando existia a SDS - Social Democracia Sindical, cuja central surgiu numa discussão com o companheiro Enilson Simões de Moura (Alemão), na cidade de Campo Mourão, região noroeste do Paraná. Salaberry foi homenageado pela FETRACOOP juntamente com Mauri Viana pelos relevantes serviços prestados à categoria e pela luta incessante em defesa dos direitos dos trabalhadores. Na oportunidade foi entregue uma placa pelo presidente da FETRACOOP e do SINTRASCOOP, Clair Spanhol c om os dizeres: "O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis" (Fernando Pessoa). Muito emocionado e emocionando a todos, Salaberry fez questão de agradecer a homenagem em um momento tão especial em sua vida. "Quem teve a oportunidade de acompanhar a mídia nesses últimos dias viu a tentativa de nos expor numa crise em que nunca sequer conheço quem tentou nos prejudicar, e é nesse momento de aflições que conhecemos os verdadeiros amigos", disse Salaberry. O presidente da FENATRACOOP, Mauri Viana fez um balanço da categoria no Paraná e no restante do país e da necessidade de organização da categoria. "Passamos muitas dificuldades e ainda encontramos muitas, mas o que mais nos orgulha é vermos sindicatos organizados como o SINTRASCOOP em Cafelândia, atendendo mais de 10 mil associados e tantos outros que ajudamos a organizar. Mauri Viana ainda f ez questão de lembrar que ainda no mês de setembro haverá um ato na sede da FENATRACOOP em Brasília com a filiação de sindicatos de trabalhadores cooperativistas de outros estados à UGT. "Vamos fazer uma grande festa com a presença do padrinho dos trabalhadores cooperativistas no Brasil que é o deputado Roberto Santiago", concluiu Viana. Encerrando os trabalhos, o anfitrião e presidente do SINTRASCOOP e da FETRACOOP, Clair Spanhol, agradeceu a presença de todos e ressaltou o apoio do atual prefeito à categoria dos trabalhadores cooperativas. Justificou o retorno da SINTRASCOOP à UGT. "Participamos do 2º Congresso e nos sentimos honrados e comovidos com as palavras de apoio de diversos companheiros de várias partes do Brasil, quando souberam do nosso retorno à UGT. Queremos participar e colaborar ativamente das políticas e parcerias que a UGT no Paraná vem fazendo, inclusive iremos promover em conjunto com a UGT e com a FUNDACENTRO, vários seminários de segurança no trabalho", concluiu Spanhol. O presidente da UGT-PARANÁ, Paulo Rossi fez questão de entregar o selo comemorativo aos 3 anos de fundação da UGT-PARANÁ ao presidente do SINTRASCOOP e agradeceu a presença dos dirigentes da UGT-PARANÁ, companheiros: Antonio Martins, Presidente do Sindicato dos Frentistas de Cascavel, Paulo Sérgio Ferreira - presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Saúde de Foz do Iguaçu, Elizeu de Freitas - presidente em exercício do Sindicato dos Técnicos de Segurança do Estado do Paraná, Alexandre Drulla e Rogério Kormann - diretor e presidente respectivamente do Sindicato dos Trabalhadores em Cooperativas Médicas do Estado do Paraná. http://www.boiaquente.info/2011_08_01_archive.html



Leia também: