Passeio nas Cataratas do Iguaçu fica interditado após novas chuvas no Sul


As chuvas que caíram sobre a região Sul no último fim de semana voltaram a elevar o nível das Cataratas do Iguaçu, no Paraná. Nesta segunda-feira (30), elas registram um volume de 15 milhões de litros de água por segundo, dez vezes acima do normal, segundo monitoramento feito pela Copel (Companhia Paranaense de Energia Elétrica).

No domingo, às 8h, a vazão chegou ao pico de 23 milhões de litros por segundo. O volume normal é 1,5 milhão de litros. Por segurança, a passarela sobre a Garganta do Diabo foi interditada no sábado pela manhã e o passeio de barco foi suspenso. Os turistas têm acesso somente às trilhas do parque.

No dia 9 de junho, após as fortes chuvas que atingiram Paraná e Santa Catarina, as cataratas registraram o maior volume de água já visto, com 46 milhões de litros por segundo. A vazão quebrou um recorde de 1983, quando as Cataratas verteram 35 milhões de litros de água.

A chuva voltou a causar transtornos no Paraná, mas com menos intensidade em relação a duas semanas atrás, quando o Estado sofreu a maior tragédia climática de sua história.

Neste último fim de semana, ocorreram enchentes em municípios da região sudoeste do Estado, como Francisco Beltrão, Dois Vizinhos, Rio Bonito do Iguaçu, Santa Izabel do Oeste, Santo Antônio do Sudoeste e São Miguel no Iguaçu. Cerca de 200 pessoas estão desabrigadas.

Em Francisco Beltrão, o rio Marrecas chegou a subir seis metros acima do nível normal após chover mais de 200 milímetros na cidade desde quinta-feira (26). Em torno de 60 famílias foram acolhidas em abrigos da Defesa Civil. O município declarou estado de emergência.

Matéria: Osny Tavares
Fonte: UOL Notícias
Post: Marilene B. Bergamo




Leia também: