Paraná tem maior salário médio do Sul e o quarto do País


O salário médio pago no Paraná é o maior dos três estados do Sul. No primeiro trimestre de 2015, o trabalhador paranaense recebeu, em média, R$ 2.026,27, contra R$ 2.014,70 pagos em Santa Catarina e R$ 1.982,17 no Rio Grande do Sul. Os dados são da Pesquisa Nacional de Domicílios Contínua (PNAD), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 Em termos nacionais, o salário médio no Paraná é o quarto maior do País, atrás apenas do Distrito Federal, com R$ 3.406; São Paulo, com R$ 2.401, e Roraima, com R$ 2.146. De acordo com o IBGE, o paranaense recebe 10% mais do que a média nacional, de R$ 1839,84. O levantamento da PNAD Contínua considera o rendimento médio real (já descontada a inflação) dos trabalhadores ocupados com mais de 14 Anos.

 Na comparação com o primeiro trimestre de 2014, o salário médio do Paraná teve ganho real de 1,5%, enquanto rendimento do brasileiro ficou estável no período, já como reflexo da desaceleração do mercado de trabalho.

 MÍNIMO REGIONAL - Segundo o diretor-presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes), Julio Takeshi Suzuki Junior, o rendimento maior no Estado é puxado pelo crescimento da agroindústria no interior e do salário mínimo regional – que hoje é o maior do País.

 O mínimo regional do Paraná teve um reajuste de 8,8% em maio desse ano e passou a variar de R$ 1.032,02 a R$ 1.192,45. O valor é válido para categorias profissionais que não têm convenção nem acordo coletivo de trabalho. Nesse grupo estão trabalhadores nas atividades agropecuárias, florestais e da pesca, serviços administrativos, empregados em serviços, vendedores do comércio e trabalhadores de reparação e manutenção, além de profissionais da produção de bens e serviços industriais.

“Estima-se que 1,5 milhão de pessoas sejam influenciadas direta ou indiretamente pelo piso regional. Ele serve como referência para reajustes também de outras categorias, o que ajuda a elevar o salário médio”, acrescenta o diretor presidente do Ipardes.




Leia também: