Mais de 3.500 Cooperários aprovam pauta de negociação salarial no 17° congresso da FET


A Fetracoop, Federação dos Trabalhadores Celetistas em Cooperativas do Paraná, realizou neste domingo (24), o seu 17 Congresso Estadual dos Cooperários e Cooperárias do Paraná. O evento realizado no centro de convenções de Foz do Iguaçu, contou com a presença de um grande público esse ano reuniu mais de 3500 cooperários e cooperárias que participaram ativamente do encontro.

Trabalhadores em cooperativas, essa é uma das poucas categorias do Brasil que proporciona esse encontro onde das mais diversas regiões do estado trabalhadores trocam experiências e fazem grandes amizades. Esse ano o 17° congresso teve como tema “A Força do Trabalho que Transforma o Agronegócio no Paraná”, mais do que um ato sindical esse ano o congresso debateu temas de grande relevância para os Cooperários e Cooperárias paranaenses, como palestras de motivação, previdência, momento econômico e político do país entre outros.

 

 A UGT-PR (União Geral dos Trabalhadores) a maior Central do estado e 2° do país, a qual estão filiados a FETRACOOP-PR, e seus sindicatos o Sintrascoop, Sintracoosul, Sitracoosp, Sintrascom, Sindicred e Secoomed, esteve ao lado dessas combativas entidades, sempre defendendo o interesse da classe trabalhadora que durante essa edição do congresso aprovaram juntos com os Cooperários e Cooperárias a pauta de negociação salarial 2016/2017.

Além da aprovação unanime da pauta da campanha salarial apresentada no congresso foram incluídas diversas reivindicações quanto a saúde e segurança do trabalho.

PAUTA APROVADA

A  pauta aprovado é a soma do INPC – (Índice Nacional de Preços ao Consumidor -(Inflação), acumulado dos últimos 12 meses fechando em 31 de maio de 2016, mais 3% de aumento real nos salários. Por exemplo, se a negociação fosse hoje dia 30 de Abril de 2016, a inflação acumulada dos últimos doze meses estaria girando em torno de 10,67%, então o percentual de negociação seria: 10,67% (inflação) + 3% (aumento real), o percentual pedido na mesa de negociação seria = 13,67%.

 

Portanto o índice de negociação só poderá ser extraído assim que sair a inflação oficial do acumulado dos últimos 12 meses em 31/05/2016.

As negociações estão marcadas para o início do mês de junho (1° de junho data base).

Comuma gestão participativa os sindicatos lutaram por esses números nas mesas de negociação e depois apresentarão em AGEI - (Assembléia Geral Extraordinária Itinerante), que está marcada para os dias 15 e 16 de junho para apreciação dos Cooperários e Cooperárias, o índice apresentado pelos patronais nas mesas de negociações, que de forma democrática os dirigentes irão respeitar a decisão dos trabalhadores através do resultado da assembleia

Ainda fazendo parte das negociações foi aprovadoaumento no vale alimentação para R$ 380,00-(como o menor valor da tabela e para os demais reajuste de 25%), criação do Instituto “Coopera Paraná”, com o objetivo de atender os serviços sociais da categoria e redução dos descontos em folha de pagamento, ajudando os trabalhadores a levar uma qualidade de vida melhor para suas famílias.

O presidente da FETRACOOP-PR, Clair Spanhol falou durante o congresso do delicado momento político e econômico no Brasil e da importância da união da classe trabalhadora. “Sabemos que mais uma vez querem repassar a conta dessa crise para os trabalhadores, mas nós não aceitamos isso. Aqui no Paraná, o setor do agronegócio (cooperativismo), vem apresentando índices constantes de crescimento, então não há nenhuma justificativa para não haver reajustes dignos nos salários dos Cooperários e Cooperárias que são os alicerces do cooperativismo no estado. Com isso, esperamos que os dirigentes patronais reconheçam o nosso esforço em manter o crescimento das cooperativas, mesmo em plena crise, pois continuamos sendo a força de trabalho que transforma o cooperativismo e o agronegócio em nosso estado”, disse Spanhol.

Para o secretário geral da FETRACOOP-PR e presidente do Sitracoosp, José Altair Constantino, a força da categoria tem sido o diferencial nas lutas dos sindicatos, “atualmente o segmento tem sido o diferencial para enfrentar a crise econômica e política do País, e os trabalhadores são parte fundamental neste processo, pois a força do trabalho e a dedicação dos nossos cooperários e Cooperárias fazem essa transformação e mostra sua organização através de seus sindicatos, hoje esse grande público mostra toda essa pujança,” disse Constantino.

“Somos diferenciados, somos fortes, e temos nas mãos a responsabilidade de junto com o segmento do cooperativismo transforma o nosso estado, imbuídos dessa missão, vamos buscar a valorização e reconhecimento desta participação através das negociações salariais” falou em seu discurso Dr. Joel Martins Ribeiro diretor financeiro da FETRACOOP-PR e presidente do Sintracoosul.

presidente do Sintrascoom e Coordenador geral do 17° Congresso, BenoSchroder, ressaltou o empenho de cada um no segmento e destacou a participação diária dos trabalhadores em sua base de atuação, “recebemos diariamente vários trabalhadores em nossa base, na busca por informações e esclarecimentos sobre a categoria, e a cada dia estamos cada vez mais fortes e unidos, e ficamos honrados em receber tantos companheiros vindos das mais diversas regiões do estado prestigiar e participar das decisões, e agora temos um desafio e estamos preparados para defender os cooperários e Cooperárias.” Comentou Beno.

O presidente do Secoomed Rogério Kormann, enfatizou em seu discurso o quanto a categoria é diferenciada e participa das decisões, “e emocionante ver todos estes companheiros reunidos aqui, discutindo o seu futuro e buscando mais qualidade de vida e reconhecimento pela força do seu trabalho, estamos no caminho e hoje somos uma categoria reconhecida e respeitada no estado e no país, pois somos liderados por dirigentes que conhecem a realidade de cada um, e com essa união seremos a cada dia mais fortes e organizados” destacou Rogério.

Além dos dirigentes das entidades organizadoras, prestigiaram o congresso personalidades do mundo sindical e político, dentre elas o secretário nacional de Relações Institucionais da UGT, Miguel Salaberry Filho, que também representou o presidente nacional da central, Ricardo Patah; o presidente da UGT-PARANÁ, Paulo Rossi; deputado estadual Chico Brasileiro os vereadores de Cafelândia, Adilson Garcia e Oséias Souza da Silva os presidentes das Regionais Oeste e Litoral da UGT-PARANÁ, Antônio Vieira Martins e Jaime da Saúde, respectivamente; e o gerente regional da Sanepar, em Toledo, Fábio Leal Oliveira, que representou o presidente da companhia, MounirChaowiche.

A FETRACOOP-PR é uma federação que integra os mais importantes sindicatos de trabalhadores em cooperativas do Paraná, e vem ao longo desses anos através de uma gestão participativa e de visão diferenciada, proporcionando o crescimento da categoria organizada através de seus sindicatos, mostrando a sua força e a importância, no desenvolvimento do nosso estado, a cada dia somos mais fortes e participativos, e respondemos ao nosso lema "Cooperativismo em nossas mãos". Uma federação responsável por manter vivas inúmeras indústrias em nosso estado e muito desse desenvolvimento é creditado a vocês Cooperários e Cooperarias trabalhadores em cooperativas do Paraná. 




Leia também: