ABRIL VERDE: Sintrascoop se mantém atento quanto à segurança dos cooperários no trabalho


 
O Sintrascoop, como entidade sindical, tem como preocupação, além da luta por melhorias salariais, se propor em manter orientações a todos os cooperários, sob sua jurisdição, quanto à importância da segurança de todos no trabalho.
 
Neste mês, da campanha Abril Verde que atinge todo o país, o Sintrascoop chama a atenção das autoridades regionais para a adoção de uma cultura permanente de prevenção de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais em todas as oitentas unidades de produção agrícola, agronegócio, pecuária e da agroindústria.
 
Para manter as campanhas e as ações o ano inteiro, o Sintrascoop através de seu Departamento de Segurança, é constituído por dois técnicos de segurança do trabalho. Neste mês, o Departamento, segundo Rafael Monteiro, responsável técnico do setor, a campanha do Abril Verde visa manter todos os cooperários antenados e bem conscientizados em realizar as atividades de trabalho com a máxima segurança conforme instruções já fornecidas.
 
É de extrema importância que as empresas e as mídias falem mais sobre o assunto, que as vezes passa despercebido, hoje existem vários fatores que contribuem a um elevado índice de acidentes de trabalho, e por ser um mês em que várias entidades mundiais intensificam suas ações voltadas a prevenção, é necessário que não somente no mês de abril, mas durante o ano todo, devemos nos preocupar com a questão da segurança no trabalho. Não adianta a empresa fornecer o EPI e EPC, se o colaborador não se conscientizar de que deve utilizar de maneira correta, conforme é passado nos treinamentos, hoje em dia as empresas se preocupam muito mais com a segurança do trabalhador. “Vejo grande melhora na forma como é tratada as mudanças e medidas de segurança adotas por diversas empresas, visando o bem estar do seu colaborador e não submetendo, a realizar atividades inseguras”, salienta Rafael.     
 
Para ele, a proposta é estimular a adoção de procedimentos de saúde e segurança no trabalho, e alertar para a importância de práticas que reduzam os números de acidentes. E preciso seguir à risca os procedimentos conforme exigem as NR’s (Normas Regulamentadoras). Ele informa que em 2014, último dado disponível, foram contabilizados 704,1 mil acidentes de trabalho no país, sendo 2.783 mil mortes e 251,5 mil afastamentos por mais de 15 dias. Esse número foi 3% inferior aos 725,6 mil acidentes em 2013.
 
CULTURA DE PREVENÇÃO
 
Já a Fenatest (Federação Nacional dos Técnicos de Segurança do Trabalho) um dos maiores problemas que precisam ser enfrentados é a falta da cultura de prevenção. Para o Departamento de Políticas de Saúde e Segurança Ocupacional do Ministério do Trabalho e Previdência Social, a tendência é de queda do número de acidentes de trabalho nos próximos anos.
 
HISTÓRIA
 
A escolha do mês de abril ocorreu devido a 28 de abril ser Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho. Nesta data, no ano de 1969, ocorreu uma explosão na mina da cidade de Farmington, estado da Virgínia, nos Estados Unidos, matando 78 trabalhadores. A OIT (Organização Internacional do Trabalho) também instituiu, em 2003, a data como o Dia Mundial de Segurança e Saúde no Trabalho. Verde foi a cor escolhida por estar associada aos cursos relacionados à saúde. O símbolo é o laço verde, informa o Ministério do Trabalho.
 
2018_abrilverde_mat01.jpg
2018_abrilverde_mat02.jpg



Leia também: