Primeira aluna formada no curso de Excel Avançado do Sintrascoop consegue vaga no Jovem Aprendiz da Copacol


 
Os cursos profissionalizantes do Sintrascoop têm contribuído fortemente para que seus alunos, associados e dependentes ou não sindicalizados, possam alcançar suas trajetórias de sucesso técnico e profissional no mercado regional.
 
É o caso da jovem Cindew Bezerra de Almeida, de Cafelândia, para ela os conhecimentos adquiridos nos cursos do Sintrascoop, desde o de Tecnologia Fundamental (Informática), até o Excel Avançado, foram fundamentais para que ela conseguisse a vaga no programa Jovem Aprendiz, que a Copacol oferece à sociedade regional. “Achei ótimo, muito bem explicados e, claro, uma ótima oportunidade de aprendizagem”, informa Cindew.
 
Para o Coordenador de Cursos, Ivan Kaiber, foi uma decisão acertada a inclusão do curso de Excel Avançado na grade de formação profissional, ele entende que o domínio dos recursos mais avançados que o programa oferece, e que são pouco conhecidos, seriam de grande utilidade e facilitaria muito as tarefas do dia a dia dos alunos, já que o Excel é uma ferramenta muito utilizada em qualquer empresa. “Fiquei muito feliz pela Cindew, quando ela disse que se candidataria para o Jovem Aprendiz, orientei que fizesse o curso de Excel Avançado, para o seu currículo seria um diferencial, tempo depois ela mesmo veio pessoalmente me dar a notícia que já estava trabalhando. É muito gratificante saber que contribuímos para esse início de trajetória profissional do aluno”, destaca Ivan.
 
O presidente do Sintrascoop, Clair Spanhol, reforça a tese da jovem aprendiz de que os cursos do Sintrascoop evoluíram tanto que se expandiu para outras áreas. “Não temos só Informática, mas um cardápio grande de opções para a formação de nossos associados”, salienta. Além disso, ele ressalta que a evolução atende os propósitos de atender o mercado regional por meio das unidades produtivas, as quais exigem qualificações cada vez mais dentro de suas expansões. “Tanto que se tornou imprescindível para a evolução na carreira, sendo exigido pelas próprias cooperativas como requisito para determinadas funções”, endossa.
 
Clair garante que os investimentos na formação profissional são aplicados desde a fundação do Sindicato. “Entendemos que é só desta forma que o quadro social pode evoluir profissionalmente. Desde que começamos com as primeiras turmas, em 2003, tivemos uma evolução fantástica no setor de formação profissional.
 
2018_excel_mat01.jpg
2018_excel_mat02.jpg



Leia também: