Desemprego no Brasil é menor para outubro desde 2002.


A taxa de desemprego no Brasil caiu para 5,8 por cento em outubro, ante 6,0 por cento em setembro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira. Esse número, que abrange as seis principais regiões metropolitanas do país, foi o menor para um mês de outubro desde o início da nova série histórica, em 2002. A taxa do mês passado foi ainda menor que a prevista por economistas consultados pela Reuters, de 5,9 por cento. Em outubro de 2010, o desemprego havia ficado em 6,1 por cento. A população ocupadas cresceu 0,1 por cento (+30 mil) entre setembro e outubro, para 22,682 milhões. Ante outubro de 2010, houve alta de 1,5 por cento, o que corresponde a mais 336 mil pessoas empregadas. Já o número de desocupados caiu 4,5 por cento em outubro ante setembro (-66 mil), para 1,385 milhão de pessoas. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a queda foi de 4,1 por cento, ou menos 59 mil pessoas procurando emprego. O número de trabalhadores com carteira assinada no setor privado somou 11,1 milhões, alta de 7,4 por cento ante outubro de 2010. O rendimento médio real habitual dos ocupados ficou em 1.612,70 reais, estável na comparação com setembro e mostrando leve queda de 0,3 por cento frente a outubro do ano passado. Fonte: Site; Gazeta do Povo, (24/11/2011).



Leia também: